Coletânea de Poesias

Sentimentos e reflexões expressos em papel (e aqui publicados eletronicamente).

Textos

Desamor
Porque tenho chorado
Muito tenho chorado
Estes olhos
Até então imagem tua
Qual retrato
Na menina dos meus olhos
Afundaram-se e soçobraram,
Pereceram em vagas lágrimas

Porque tenho chorado
Muito tenho chorado
Meu rosto se cobriu de luto
Cansado de lutar
Insistir
Em sorrir
Perseguir
Seu amor.


Rio de Janeiro, 05/02/1985
Maurício Victor de Uzeda
Enviado por Maurício Victor de Uzeda em 08/02/2017
Copyright © 2017. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras